Calvicie, é dos carecas que elas gostam mais. Famosa, essa frase não cabe de consolo para quem sofre de calvice, cujo nome científico é alopecia.

Calvicie

Um dos problemas que mais incomoda os homens, a calvice significa queda de cabelo devido a problemas hereditários ou possíveis distúrbios desenvolvidos ao longo da vida.  Sem dó, a calvície atinge boa parte da população masculina no mundo inteiro. Hoje existem alguns tratamentos, mas apesar de tanta evolução tecnológica, tudo indica que para a calvice cura ainda não foi encontrada.

A calvice genetica não tem idade para aparecer, vai depender muito do número de genes herdados da família, tanto do pai quanto da mãe. Pelo menos 50% dos homens sofrem com calvice, segundo dados apontados por pesquisas internacionais. Mas se engana quem acha que mulher não passa por isso, o problema também pode afetar a ala feminina, apresentando aspecto de “fios ralos” e couro cabeludo aparente.

Uma investigação médica detalhada poderá orientar se a queda de cabelo é mesmo calvice ou apenas resultado da carência de alguma vitamina, estresse ou, no caso das mulheres, como sintoma do surgimento de cistos no ovário. Outro indicativo, no caso da calvice feminina, é que a menopausa pode agravar a queda de cabelo. Mas, segundo alguns especialistas, ainda não existem pesquisas que comprovem isso.

As mulheres sofrem mais danos psicológicos do que os homens quando o assunto é calvice. A autoestima fica abalada e muitas precisam de tratamento psicológico. Os homens assumem com mais naturalidade, mas não escapam de piadas e brincadeiras, o que, às vezes, também pode causar algum dano psicológico. Nos casos de baixa autoestima, depressão e dificuldade em aceitar o problema, profissionais recomendam que o paciente realize sessões de terapia durante o tratamento calvície.

No caso da calvice masculina, o recomendado é usar finasterida, um medicamento que interrompe a queda de cabelo em pelo menos 80% dos homens que realizam tratamento para calvice. Já o tratamento calvice feminina é feito com antidrógenos, medicamentos capazes de combater a ação dos hormônios masculinos, responsáveis pela acentuação da queda dos fios nas mulheres.

Os medicamentos podem ser ministrados via oral ou como loções aplicadas diretamente no couro cabeludo. O estímulo para o cabelo crescer com suplementos vitamínicos também é realizado para tratar calvice feminina. Mas é importante lembrar que qualquer tratamento deve ser feito com acompanhamento médico. Uma alimentação balanceada com frutas e livre de gorduras também ajuda a manter o corpo saudável e o couro cabeludo mais irrigado. É recomendável o uso de shampoo neutro e sem sal para manter o cabelo limpo e livre de qualquer sinal de oleosidade.

Implante Capilar

Este site tem carater meramente informativo, as informações aqui contidas foram retiradas da própria internet. Não temos vínculo com qualquer empresa ou instituição citada.